Desde que descobri as lojas especializadas em material para scrapbook, minha conta bancária não foi mais a mesma. Gente, aquilo dali não é coisa de Deus, não! Uma pilha de papéis importados lindos, carimbos de todos os tipos, cortadores e furadores. Dá vontade de mandar embalar tudo e levar pra casa!
Minha amiga Laryssa _ que já tem alguns anos de estrada nesse mundo do scrap e faz páginas e álbuns sensacionais, como esse daqui__ me deu uma dica preciosa: invista em ferramentas que poderão ser usadas muitas vezes e resista aos materiais de uso único, como é o caso dos adesivos (tá bem, Laryssa.. vou resistir! cof, cof, cof!). Lá fui eu, comportada, seguir a sugestão!
Dessa vez, levei um paper crimper! Hein? Deixa eu mostrar em detalhes…
A ferramenta é toda de plástico… pode ser lavada à vontade. dá para timbrar papel e também para estampar tecidos. Eu comprei o que timbra em forma de corações, mas na loja vi outros que formavam ondas e imitavam xadrez.
O uso é bem simples. Na embalagem está escrito que até crianças podem se aventurar. De um lado, você insere o papel. Eu usei papel canson, que é mais macio e tem uma gramatura maior.
Gire a manivela e o papel sairá do outro lado assim ó…… Pronto!
Para estampar o tecido é necessário pintar a borracha interior com tinta e repetir o mesmo processo. Eu ainda não tentei e tenho minhas dúvidas se vai prestar!