Quem tricota já deve ter esbarrado no termo tricô top down. É um tipo de modelagem que, como diz o nome, começa a ser trabalhado pela gola, vai para o corpo e segue até a bainha. O esquema pode ser aplicado tanto para o tricô quanto para o crochê. Aqui vou me restringir ao tricô, que é a minha especialidade. Certo?

 

  • Esqueça as agulhas retas. O  top down tem que ser feito com agulhas circulares. Escolha um tamanho do cabo da agulha que seja compatível com a circunferência do seu busto. Por exemplo, para um busto de 80 centímetros, o cabo acoplado nas agulhas deve ser igual ou maior do que esta medida.
  • Nao há costuras no tricô top down. Você começa a tricotar pela gola e segue em círculos até chegar na bainha. Só haverá uma interrupção ao alcançar a altura das mangas. Daí voce reservara aquela parte em uma agulha auxiliar (aquela que parece um alfinete gigante) ou em um retalhinho de lã (meu jeito favorito). E depois irá tricota-la com a mesma agulha circular.
  • Uma das vantagens é poder experimentar a blusa enquanto ela ainda é executada_ algo impossível de ser feito quando você faz no sistema bottom up (da bainha para a gola) ou, é claro, quando tricota em agulhas retas as partes da frente e das costas para costurá-las com uma agulha de tapeçaria depois. Assim, enquanto faz, você já verifica se a abertura da gola está confortável, se o comprimento está do jeito que você gosta, se o busto está mais justo ou folgado. Assim, fica fácil fazer consertos durante o trabalho. Sem surpresas!
  •  Um dos grandes desafios de  qualquer blusa de tricô é acertar a abertura da cava. Ninguém merece uma blusa “pegando” embaixo do braço. Desconforto na certa! No sistema top down, a cava é executada no modelo raglan, que costuma gerar menos problemas na modelagem. E, mais uma vez: da para provar antes de seguir tricotando o resto do corpo.
  • Outra vantagem do raglan: você pode criar pontos decorativos entre os aumentos. Ou um ponto fantasia. Dá pra soltar a criatividade sem arriscar a modelagem.
  • Outro ponto importantíssimo pra mim é a praticidade para carregar o projeto de um lado para o outro. Eu adoro tricotar em cafés, na casa dos amigos, no avião. Como no top down, mangas e corpo estão juntinhos, fica super tranquilo empacotar tudo numa sacolinha bonita e levar tranquilamente por aí!!!!