Já deve ter acontecido com vocês… Tem pessoas que nós nunca vimos pessoalmente, mas fazem parte do nosso dia a dia. A gente lê o blog, segue no instagram, conhece gostos, fica sabendo das férias, das pendengas do trabalho, se tem cachorro ou gato e acompanha as viagens. Daí tem hora que dá vontade de dar um salto e transformar aquela amizade virtual em real, bem real, que é pra ter certeza se o santo bate de verdade! 😉

Foi assim que a Francine Lacerda encantou a minha vida! Todos os dias eu visitava o blog dela, namorava as costuras, babava nos vestidos vintage. Gente! Daí plim.. aquele pensamento: tanta gente bacana no mundo, que gosta do eu gosto, porque não tentar dizer um “hello”, mesmo que seja de longe!?

Aproveitei uma viagem a São Paulo para agendar uma sonhada aula no ateliê da Francine. Foi num sábado à tarde, estava um frio do cão (15 graus de dia! Ui!) e chovia bastante. Peguei um táxi e pedi para o moço parar em frente a casa de portão roxo com interfone vermelho. Primeiro impacto: moradia de gente criativa é assim… nada de bege e branco! A Fran me recebeu de guarda chuva e lá fomos para o ateliê. Gentem! Pensem num lugar lindo! Paredes de tijolinhos bem branquinha, canaleta na parede exibindo quadros inspiradores. Ela serviu chá de jasmim e tinha bolinho fresco me esperando na mesa. O projeto estava definido: a saia midi que admirava pela tela do computador há um tempão! E lá fomos nós decidir o tamanho mais adequado do molde. Ah! O molde… Tudo o que Francine ensina foi criado por ela. Os moldes são todos exclusivos e cada aluna recebe o seu. Eu me orientei pelas medidas que ela passou, fui de P e deu certinho!

Como eu já costuro há um tempinho, a saia parecia fácil. Sim, fácil, mas cheia de truques que eu nunca tinha ouvido falar. O bolso foi uma surpresa! A execução era totalmente diferente do que eu imaginava e o resultado também! O legal é que eu poderei aplicar a técnica a outras peças. Adoro otimizar meus aprendizados!

E a tarde passou muito mais rápido do que eu gostaria! Quando chequei no relógio já tinham passado horas. Tudo o que é bom dura pouco, né? E eu fiquei com gostinho de quero mais. Parte boa da história: sair de saia pronta e poder lembrar dessa tarde aconchegante toda vez que eu vesti-la!

Feliz e quentinha de saia nova! Não vejo a hora de vesti-la com outra produção! Saí da aula com o coração derretido de alegria! E fiquei de olho no próximo curso. Ah! Se eu morasse em São Paulo… Quem me dera… Dia 25 de julho começa o módulo de blusas.

A Francine vai ensinar a tirar as medidas, modelar e costurar 3 blusas. Tudo será feito com calma, em 5 aulas, das 10 às 13 horas. O único pré-requisito é saber fazer costura reta na máquina. Mais informações aqui! Vá, tire muitas fotos e me mate de inveja!