Minha mãe trabalhou a vida toda de manhã e à tarde, mas sempre arrumou um tempinho para as costuras. Nos fins de semana e nas férias corria para a Elgin Genius e, juntas, escolhíamos os moldes mais charmosos da revista Manequim. Maria Antonia fazia _e ainda faz_ peças perfeitas. Não gosta de projeto fácil… Fica animada para costurar vestido de festa, corpete ajustado ao corpo, acabamento detalhado à mão, colcha de patchwork para colchões super king size… Foi e ainda é a minha maior professora. Vou tentar dividir com vocês as 10 lições mais legais de costura que aprendi com ela nesses maravilhosos anos de convivência….
1. É que nem dirigir… No começo é difícil, depois….
Você compra a máquina toda empolgada. Lê o manual rapidamente e tenta passar a linha. Não consegue. Tenta encher a bobina. Sofre. Bate um desespero: pra quê eu fui inventar isso na minha vida? Olha, não desista… Daqui a pouco, você vai fazer tudo isso de olhos fechados!
2. Não existe projeto fácil.
Passeando no shopping você vê um vestido reto, de malha, numa vitrine. Custa os olhos da cara! Você vira para a sua amiga e fala: que absurdo! Isso daí eu costuro em uma hora… Bem, eu não queria te desanimar, mas nem tudo que parece é, de fato, fácil.
3. Alinhavar não é perder tempo! É ganhar tempo!
Essa dica eu demorei para aprender. Pra ser sincera, eu ainda resisto e, muitas vezes, quero ganhar tempo e fazer tudo só alfinetando. É claro que não dá certo, daí a espertona aqui tem que desfazer tudo, alinhavar e ir para a máquina de novo. Ou seja, não vale a pena!!!
4. Compre só a metragem exata do tecido.
Se o projeto fala em 1,30m, minha mãe vai a loja de tecido e compra exatamente a quantidade necessária. Eu ainda não cheguei a esse nível de desprendimento. Sempre compro meio metro a mais, afinal vai que falta mais um pedacinho…..
5. O molde é a etapa mais importante da costura.
É impressionante o tempo que a minha mãe dedica para estudar o molde. Ela compara uma peça com a outra. Une os papéis para ver se os tamanhos estão perfeitos. Se tem instrução junto, ela lê, relê e segue rigorosamente cada passo. Sem invencione.
6. Planeje muuuuito antes de cortar o tecido.
Minha mãe localiza o molde no tecido. Antes de cortar, observa tudo. Presta a maior atenção se não está desperdiçando qualquer pedacinho de pano.
7. Descosture e recomece!
Costurar exige mega paciência. Se não está bom, se está feinho, com cara de mais ou menos…. descosture e refaça! Mesmo as costureiras mais experientes passam por isso diariamente.
8. Movimente a tesoura em piques grandes!
Invista numa tesoura boa. Ela vai custar caro, mas se você for cuidadosa, ela vai durar a vida toda!
9. Corte pelo avesso do tecido.
A explicação é simples e vale principalmente para roupas. Você marca o local da costura com giz de alfaiate, seguindo o molde, e passa a agulha da máquina no local bem certinho.

10. Quando errar demais, pare tudo!
Se a costura começar a sair torta demais, se você errar bobagens, se a paciência acabar… pare tudo! A dica da minha mãe é: vá assistir televisão, comer um pão de queijo ou tomar um sorvete. Tem hora que nem mesmo as super crafters estão disponíveis para a costura.